Buscar
  • Vertebrale

Lombalgia e seu tratamento definitivo.


Em um dia, tudo está bem e, de repente, você sente uma dor na coluna lombar. Trata-se de uma dor persistente e que se ramifica, descendo pelas nádegas, pernas, causando dores nas costas que simplesmente o impossibilitam de realizar tarefas simples.

Pois saiba que isso é um sinal típico da lombalgia, que literalmente, significa dores na região lombar. E não pense que é uma patologia exclusiva de quem tem a idade mais avançada. Até os mais jovens podem ter lombalgia, e com frequência.

O “ápice” dessa patologia acontece nas pessoas entre 36 e 45 anos de idade, chegando a atingir 80% dos homens e 70% das mulheres.

O que é, e como identificar a lombalgia

A lombalgia, ou lumbago, como também é conhecida, ocorre mais especificamente na região inferior da coluna vertebral, próximo à bacia e, na maioria das vezes, por ser extremamente desconfortável, causa dificuldades para se movimentar, principalmente nas ações de se abaixar, de se levantar, e de fazer rotações com o tronco.

A espécie mais comum das lombalgias é a relacionada com movimentos e posições, ou seja, de origem mecânica degenerativa. Poderíamos afirmar que o encurtamento dos músculos posteriores e o mau posicionamento das vértebras lombares é a causa da lombalgia, que ainda, muito comumente, é confundida com a dor nos rins.

É confundida, pois com os rins inflamados, você pode ter dor na lombar, mas somente em um lado das costas, e de modo geral, vem acompanhada de febre, de náuseas, de arrepios, de tontura e até de vômitos, o que não acontece na lombalgia, diferenciando assim mais facilmente os dois.

Sinais de irritação e mau humor, além de não conseguir realizar as atividades como gostariam, são as maiores queixas de quem teve que lidar com uma dor na lombar.

O que causa lombalgia é, por assim dizer, problemas de toda ordem, desde má postura até traumatismos. Sobrecarga na região lombar também pode causar lombalgia.

O início de problemas ortopédicos ou na coluna vertebral, desgastes, e até mesmo um escorregão causam lombalgia, e, são capazes de desencadear uma tremenda crise se não tratadas corretamente.

Tratando com Quiropraxia em Florianópolis

Mesmo que a lombalgia não seja considerada uma doença, as dores na coluna incomodam e aborrecem, indiferentemente do estágio em que se encontram, podendo ser divididas em três fases específicas:

  • Aguda e que aparece do nada, mas que é persistente, com duração de até seis semanas;

  • Subaguda e com duração de seis a doze semanas;

  • Crônica, com duração acima de doze semanas.

Felizmente, o tratamento da Quiropraxia existe e serve para intervir positivamente na dor lombar, aliviando-a, minimizando a crise, e até mesmo curando a lombalgia. Esse é um dos motivos que os tratamentos de lombalgia poderiam ser realizados diretamente por um Quiropraxista.

Agende seu atendimento aqui na Clínica com a quiropraxista Amanda Ficht.

#quiropraxiaflorianopolis #quiropraxia #quiropraxiacentroflorianopolis #quiropraxistaflorianópolis #quiroprataflorianopolis

211 visualizações

Marque seu atendimento por What's App ou fone: