top of page

Osteopatia trata refluxo em bebês?Entenda.

Atualizado: 1 de abr. de 2023


Seu bebê regurgita durante a mamada, ou vomita com alguma freqüência? 👶🏻


Esses são sinais de refluxo gastroesofágico, que também se manifesta como irritabilidade, engasgos e perda de peso. Sinais comuns, mas que não são normais, e que se não forem tratados podem levar a problemas respiratórios como faringites, bronquites, rinites, asma, etc.

A Osteopatia é uma especialidade da Fisioterapia que pode tratar - através de movimentos suaves -, de maneira rápida e eficaz esse tipo de problema. O profissional especializado avalia a causa, que normalmente está relacionada a uma compressão do nervo vago. 💡

Por exemplo, o movimento de puxar o bebê pelos bracinhos sem apoio da cabeça é um dos causadores dessa compressão na base do crânio. 🙆🏻‍♂️



Descomprimindo-se o nervo vago, frequentemente a válvula de conexão entre estômago e esôfago normaliza-se e o bebê melhora. 🆓♻️

Em alguns países mais desenvolvidos, o Osteopata faz parte da equipe que presta atendimento ao recém-nascido no pós-parto. Dificuldades de amamentação, choro excessivo, alterações de sono e assimetrias (de crânio, tórax ou membros) são sinais que levam à busca da Osteopatia para o tratamento de bebês. ✨🚼🌱🌻

Nossas fisioterapeutas Osteopatas são especializados no atendimento de bebês. Agende seu atendimento.

#osteopatiaflorianopolis #osteopatiacentroflorianopolis #osteopataflorianópolis #osteopatiabebesflorianopolis Osteopatia no tratamento de bebês e crianças em geral A osteopatia pediátrica é uma forma de tratamento manual que visa ajudar a tratar e prevenir uma série de condições que afetam bebês e crianças. Essa forma de terapia é baseada em princípios osteopáticos, que buscam ajudar o corpo a se curar e se adaptar a partir de seus próprios recursos naturais.

Durante o nascimento e os primeiros anos de vida, o corpo de uma criança passa por inúmeras mudanças e desenvolvimento.




Como resultado, é possível que ocorram desalinhamentos ósseos ou musculares que possam causar desconforto e dor. A osteopatia pediátrica pode ajudar a aliviar esses sintomas e melhorar a saúde geral do bebê ou da criança.

Durante uma sessão de osteopatia pediátrica, o terapeuta avalia o corpo do paciente em busca de desequilíbrios e tensões. A partir daí, o terapeuta utiliza técnicas manuais suaves e não invasivas para ajudar a realinhar o corpo da criança e promover a cura natural. Essas técnicas incluem manipulação das articulações, tecidos moles e ossos cranianos.


A osteopatia pediátrica é frequentemente utilizada para tratar uma série de condições que afetam bebês e crianças. Algumas das condições mais comuns incluem:

  1. Problemas de sono

  2. Problemas de alimentação

  3. Cólicas

  4. Dificuldades respiratórias

  5. Problemas de postura

  6. Dificuldades de aprendizagem

  7. Infecções do ouvido

Além disso, a osteopatia pediátrica também pode ajudar a prevenir condições futuras, como problemas de coluna, postura e má oclusão dental.

É importante ressaltar que a osteopatia pediátrica é uma forma complementar de tratamento e não deve substituir os cuidados médicos tradicionais. Antes de buscar esse tipo de tratamento para o seu filho, é importante conversar com o pediatra ou médico de família para garantir que seja seguro e apropriado.

Em resumo, a osteopatia pediátrica pode ser uma opção segura e eficaz para ajudar a tratar e prevenir uma série de condições que afetam bebês e crianças. Se você está considerando essa forma de tratamento para o seu filho, certifique-se de conversar com um profissional qualificado para determinar se é adequado para o seu caso específico.


Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page