Buscar
  • ABDAABDALLAH ACHOUR JUNIOR

Alongamentos: recomendações para uma coluna saudável.


A coluna vertebral é flexível e forte, ela fornece sustentação para o peso corporal, proteção da coluna espinal e raízes nervosas. No entanto atividades com sustentação ou condução de carga, a contração estática mantida de forma prolongada e a rotação do tronco podem comprimir o disco vertebral, em particular devido às más posturas, à insuficiência de flexibilidade e de força muscular.

Desta maneira, quando a carga de compressão excede a pressão osmótica do disco, vai acarretando redução dos líquidos e nutrientes (mucopolissacarídeos), como consequência ocorre redução do comprimento dos discos vertebrais e diminuição da estatura total (Cox, 2002), diminuindo também o efeito hidráulico amortecedor dos discos vertebrais (Cailliet, 2004). Ou seja, o disco é pressionado, a água migra do núcleo para o corpo vertebral e o disco fica comprimido.

Quiropraxia Florianópolis

Ao sofrer compressão discal, o disco fica mais fortemente pressionado, por exemplo, em uma carga de 100 kg perde 1,4 mm de espessura se estiver saudável (Kapandji, 2013).

A corrida, por exemplo, é uma atividade dinâmica na qual diminui a altura do disco vertebral superior a uma mesma carga estática. A altura da coluna vertebral é um indicador de compressão cumulativa (White, 1990). Mesmo em atividade normais a perda da altura dos discos lombares é de aproximadamente 11%.

Em um estudo envolvendo 31 homens, examinaram a relação entre a idade do disco vertebral e a compressibilidade, em uma corrida de 8,5 km. O objetivo deste estudo foi determinar a quantidade de perda do comprimento da coluna vertebral entre os dois grupos de idade, 17 pessoas do sexo masculino com idades entre 20-27 anos e 14 pessoas do sexo masculino com idades entre 50-57 anos. Após corrida de 8,5 km, constataram que a perda de comprimento foi em média de 72 e 89 mm, respectivamente (Ahrens, 1994).